Destaques

Privacidade Hackeada (2019) - Crítica


Privacidade Hackeada (2019)

Sinopse: O escândalo da empresa que roubou dados do Facebook para mapear o comportamento de eleitores e influenciar eleições ao redor do mundo.

Crítica: É irônico que o documentário chegue pela Netflix, empresa que também mapeia os usuários para definir políticas, no caso, políticas sobre quais conteúdos produzir. Porém é difícil saber onde vão parar os dados que registram se você assistiu a ‘Democracia em Vertigem’, se gostou, ou não, ou se você passa o dia inteiro maratonando ‘Friends’. ‘Privacidade Hackeada’ mostra que os apáticos por política são mais influenciáveis, então empresas especializadas em campanhas eleitorais podem interessar-se pelo gosto televisivo do espectador, e mais do que os seguidores que não suportam ter ver compartilhando outro episódio de ‘La Casa de Papel’ nos stories do Instagram.

Um dos méritos do documentário está na capacidade de correlacionar esse lado pessoal das coisas com o vago modus operandi de uma empresa de ‘análise de dados’ e ‘comunicação estratégica para processos eleitorais’. A Cambridge Analytica poderia ser um fantasma, como seus funcionários, mas ao menos dois deles decidiram delatar e revelar a mesquinhez daqueles que assessoram os poderosos. A narrativa é centrada na tentativa de redenção de Britanny Kaiser, enquanto o enredo é guiado por um professor norte-americano que tenta recuperar seus dados roubados, percorrendo o caminho inverso: um só no meio da multidão contesta os acontecimentos e assim atinge o direito de milhões, ao passo que a Cambridge Analytica mapeia milhões para manipular individualmente.

O efeito sobre alguns, no entanto, é suficiente para decidir eleições apertadas e distorcer a democracia. Bem como é capaz, se não causa, de desencadear o ódio que resulta na extrema polarização de nações cada vez mais reféns das corporações que detém os dados. E nossas vidas, regidas por um feed pessoal, manipulável e ilustrado na tela pelos documentaristas, são opiniões e comportamentos fragmentados em grãos obscuros que nenhuma manopla pode restaurar.

Nota: ⭐⭐⭐⭐
Escrito por: @cinemacetico
Disponível na Netlfix ✔🍿🎬

Nenhum comentário