Destaques

JULIETA - Filme - Crítica


JULIETA

SINOPSE: quando encontra inesperadamente uma pessoa de seu passado, uma mulher começa a buscar por sua filha desaparecida que não via a anos.

CRÍTICA: mais do que um drama, Julieta é uma história de tragédia. A personagem que dá nome ao título é a personificação da dor. A transparência de seu melodrama transmuta o pesar das fases expostas de sua vida. Mesmo quando parece bem (do ponto de vista emocional e profissional), a mulher ainda anda com um ar de tristeza que gruda em si como uma mancha vermelha numa blusa branca. Acompanhamos a história de sua vida até o pós “desaparecimento” de sua filha, viajando entre passado e presente. Há um leve suspense quanto a premissa o que leva o espectador numa busca incessante por respostas: o que aconteceu? A pergunta é pensada durante grande parte do filme.

Por seu clima um tanto quanto melancólico, Pedro Almodóvar faz um balanço e dá mais vida ao longa com suas tão marcantes cores. O vermelho, o laranja e o azul ganham destaque na paleta do diretor e roteirista. Talvez também usadas para passar a dureza e violência de uma doença silenciosa, da fuga silenciosa, das traições silenciosas, da profundidade silenciosa da dor que o filme aborda. Tais justificativas funcionam bem mais do que optar pela escolha de tons pouco saturados. O cineasta espanhol utiliza detalhes que podem passar desapercebidos num primeiro contato, mas funcionam para captar e exibir toda a atmosfera tangencialmente sombria da película.

Assim como em seus outros filmes, há grande presença de protagonismo feminino. E mais do que isso, o Almodóvar é certeiro em buscar verdades em personagens que soam reais. E isso também se dá em razão das inquestionáveis atuações das atrizes que interpretam Julieta em sua fase mais jovem e na mais madura. Um erro do roteiro foi optar por conceber uma figura caricata e tangencialmente vilanizada à “la contos de fadas” que vemos na governanta da casa. Mesmo que suas ações sirvam para gerar conflitos, não parecem ter justificativas.

Nota: 🌟🌟🌟🌟
Por: @criticasdaval
Disponível Netflix 🍿

Nenhum comentário