Destaques

TELECINE "ESQUECE" O LIVRO 'COM AMOR, SIMON' POR VÁRIAS CIDADES BRASILEIRAS


Inspirados em compartilhar a história de Simon, Telecine vai espalhar exemplares do livro que inspirou o filme em locais públicos de nove cidades a fim de sensibilizar as pessoas a compartilharem as mensagens do enredo

Qual é a sensação de encontrar um livro que traz uma história marcante em um local público? E quando se descobre que o livro não foi esquecido por ninguém, e sim deixado de propósito como um presente para quem o encontrasse? Telecine quer despertar esse sentimento e motivar o público a falar sobre amor com a chegada do filme 'Com Amor, Simon' às suas plataformas e canais.
Inspirado pela iniciativa de Emma Watson, que marcou pessoas pelo mundo ao "esconder" títulos feministas em locais públicos, Telecine costurou uma ação em que a sensibilidade e a empatia também são protagonistas. A partir dos conflitos vividos pelo personagem, a marca vai espalhar alguns exemplares do livro em nove cidades do país junto com uma carta com a definição de Simon do que é amor e um convite para que cada um que encontre o conteúdo também o compartilhe e leve a mensagem para mais e mais pessoas. A ação ganha um charme com dicas nas redes sociais da marca sobre onde encontrar o livro propositalmente esquecido em cada uma das cidades. São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador, Campinas, Recife, Belo Horizonte e Curitiba participam da iniciativa. 

O filme, uma comédia romântica teen, retrata a vida de Simon Spier (Nick Robinson), um estudante de 17 anos que experimenta as descobertas típicas da adolescência. Inclusive da sua sexualidade. Ao mesmo tempo em que ele se descobre, por medo de ser julgado e não ser aceito pela família e pelos amigos, ele se esconde. Quando descobre que um aluno da escola com o codinome Blue está na mesma situação, eles começam a trocar mensagens. Tudo vai bem até que os e-mails são descobertos pelo estudante Martin, que começa a chantagear Simon. Com seu segredo ameaçado, Simon é forçado a encontrar uma forma de se aceitar e se revelar. A trama se desenrola com muita sensibilidade e emoção.

Nenhum comentário