Destaques

Mogli: Entre Dois Mundos, 2018 - Critica

Mogli: Entre Dois Mundos (2018)


SINOPSE: Criado por animais no coração da selva, um garoto órfão confronta poderosos inimigos e suas próprias origens na jornada para descobrir o seu lugar no mundo.

CRÍTICA: Certamente não é a primeira vez que a história do menino lobo é contada, contudo, é a primeira vez que é adotada um tom mais sombrio, dando a obra uma nova roupagem, fazendo com que o perigo na selva se potencialize, pelo menos é o foco desse Mogli.
É visível que o projeto teve um orçamento inferior ao seu antecessor por exemplo, o CGI não encanta, e isso acaba tirando o espectador da trama, porém, esse seria o menor dos problemas; o ritmo é problemático, a sensação principal é que o filme foi bastante picotado, é visível isso, e a falta de desenvolvimento dos personagens acaba diminuindo a empatia por eles.


Enquanto a maioria dos animais receberam um novo visual, mais sombrio e menos "fofo", com Shere Khan foi o oposto, a figura dele é bem menos ameaçadora, sentimos falta até das cicatrizes dele.
Mogli: Entre Dois Mundos não é ruim, porém, acaba desperdiçando a chance de contar uma nova história, e ainda, possuindo vários problemas tornando o filme cansativo na maior parte do tempo, mas o filme acerta em inovar no tom, tornando o filme mais adulto e brutal.


Nota - 🌟🌟🌟 -
ESCRITO POR: @loadingseries 

- Disponível na Netflix 🎬🍿

Nenhum comentário